Área restrita SIGIC

Entre os dias 21 e 29 de maio, o Instituto Compartilhar desenvolveu diversas atividades com seus alunos para comemorar a Semana Mundial do Brincar. Promovida pelo Movimento Unidos pelo Brincar e Aliança pela Infância, a celebração é uma campanha para a sensibilização da sociedade sobre a importância de brincar na infância.

As ações aconteceram em todos os núcleos do projeto Vôlei em Rede (nos estados do Paraná, Rio de Janeiro, São Paulo e Rio Grande do Norte) com o objetivo de mostrar para os alunos que é possível se divertir e brincar sem telas, se exercitando e estimulando a imaginação. “Às vezes rotulamos que as crianças de hoje em dia gostam de jogos eletrônicos e são sedentários, mas pode ser uma questão de oportunidade que elas não tiveram de conhecer e se interessar por outro tipo de brinquedo. Então essa foi uma semana muito interessante e que talvez seja legal dar continuidade na escola e no cotidiano deles”, disse o professor Eugênio Anselmo do Projeto Vôlei em Rede - Núcleo Natal/RN.

Os professores resgataram brinquedos e brincadeiras antigas como futebol de botão, reloginho, garrafão, caça ao tesouro, circuitos, amarelinha, peteca, bobinho, tobdaé (queimada indígena), taco e outros. “No Núcleo Dirceu Cordeiro ensinamos algumas brincadeiras fazem cada vez menos parte do cotidiano das crianças e mesmo não sendo tão populares, elas foram muito bem recebidas e tivemos a oportunidade de vivenciar momentos muito gostosos”, destacou a professora Alessandra Martins de Castro do núcleo localizado em Itu/SP.

Núcleo Central/PR

Os professores resgataram brinquedos e brincadeiras antigas como futebol de botão, reloginho, garrafão, caça ao tesouro, circuitos, amarelinha, peteca, bobinho, tobdaé (queimada indígena), taco e outros. “No Núcleo Dirceu Cordeiro ensinamos algumas brincadeiras fazem cada vez menos parte do cotidiano das crianças e mesmo não sendo tão populares, elas foram muito bem recebidas e tivemos a oportunidade de vivenciar momentos muito gostosos”, destacou a professora Alessandra Martins de Castro do núcleo localizado em Itu/SP.

Núcleo Ramos/RJ

Para os alunos foram dias divertidos de jogar vôlei, mas também de muitas brincadeiras, sendo algumas desconhecidas. “O dia está muito legal, é algo novo para mim. Principalmente que não estou acostumado com a quadra com tanta gente brincando ao mesmo tempo, mas não teve nenhuma briga ou confusão”, disse Thiago Ramos, aluno do Núcleo Ricardo Albuquerque – Rio de Janeiro/RJ.

Os parceiros dos núcleos que promoveram as ações são:

Projeto Vôlei em Rede – Núcleos Paraná: Governo do Paraná, Stone, Itaú, Colégio Positivo, Klabin, B3, Bosch, Supermercados Condor, Itambé, Rumo, Unimed Curitiba, S&C, Sysmex, Arotubi, Berneck, Schattdecor, Honda Prixx, Servopa, Alfama, Secretaria Especial do Esporte do Ministério da Cidadania por meio da Lei Federal de Incentivo de Esporte.

Projeto Vôlei em Rede – Núcleos Rio de Janeiro/RJ: Secretaria Municipal de Educação, Stone, Enauta, Fundo Rogério Jonas Zylbersztajn, Absoluto Partners, SH e Secretaria Especial do Esporte do Ministério da Cidadania por meio da Lei de Incentivo de Esporte.

Projeto Vôlei em Rede – Núcleos Itu/SP: Prefeitura de Itu, Stone, ArcelorMittal, CPFL Energia e Secretaria Especial do Esporte do Ministério da Cidadania por meio da Lei Federal de Incentivo de Esporte, além do Vôlei Renata.

Projeto Vôlei em Rede – Núcleos Campinas/SP: Prefeitura de Campinas, Stone, ArcelorMittal, CPFL Energia e Secretaria Especial do Esporte do Ministério da Cidadania por meio da Lei Federal de Incentivo de Esporte, além do Vôlei Renata e apoio Sanasa.

Projeto Vôlei em Rede – Núcleo Natal /RN: Prefeitura do Natal, Natal Volley Club e Colégio CEI.