Festival de Final de Ano no Forte Duque de Caxias contempla mais de 500 alunos dos 14 Núcleos Rio/RJ com jogos de minivôlei e caminhada ecológica

Diretor-presidente do Instituto Compartilhar, o técnico multicampeão Bernardinho, participa do Festival de Encerramento dos 14 Núcleos Rio/RJ do projeto Vôlei em Rede.
Diretor-presidente do Instituto Compartilhar, o técnico multicampeão Bernardinho, participa do Festival de Encerramento dos 14 Núcleos Rio/RJ do projeto Vôlei em Rede.

O Centro de Estudos de Pessoal e Forte Duque de Caxias (CEP/FDC) – monumento que contribui para divulgação dos valores históricos e culturais do Exército Brasileiro no Leme – Rio/RJ -, foi palco de um encontro inesquecível entre mais de 500 crianças e adolescentes dos 14 núcleos do projeto Vôlei em Rede espalhados pela cidade. A paisagem deslumbrante do local contribuiu, e muito, com o sucesso do Festival de Final de Ano 2017 dessa garotada, realizado na quarta-feira, dia 29 de novembro. Isso porque, além dos jogos de minivôlei, os alunos subiram cerca de 800m até o topo do morro do Leme em meio a área de proteção ambiental com direito a uma paradinha para contemplar uma das mais belas vistas do Rio e visitar o sítio histórico do local. E ainda teve mais! A presença especial do diretor-presidente do Instituto Compartilhar, o técnico multicampeão Bernardinho, deixou a garotada muito empolgada.

Logo na sua chegada, Bernardinho distribuiu autógrafos e tirou fotos com a garotada para, em seguida, realizar a abertura oficial do evento. Na oportunidade, o técnico conversou um pouco com os alunos e não deixou de falar sobre a importância que o esporte tem na vida de cada um deles. O comandante do CEP/FDC, Coronel Lima Gil, deu continuidade à cerimônia e proferiu algumas palavras. O último festival do ano no Rio também reuniu grandes amigos do Instituto Compartilhar e pessoas que vivenciam o trabalho realizado pela entidade, tais como o diretor do Compartilhar, Paulo Antônio Monteiro; a interlocutora da Secretaria de Educação do Rio, Cristina Brum; a representante da SH fôrmas, andaimes e escoamentos (empresa que apoiou o evento), Alinne Nascimento; e profissionais e alunos do extinto Núcleo Forte do Leme do projeto Esporte em Ação que era realizado no local.

Jogos de minivôlei favorecem a integração entre alunos de núcleos diferentes.
Jogos de minivôlei favorecem a integração entre alunos de núcleos diferentes.

O festival foi dedicado aos alunos das categorias Mini 3×3 (11 e 12 anos), Mini 4×4 (13 anos) e Vôlei (14 e 15 anos) de acordo com a Metodologia Compartilhar de Iniciação ao Voleibol, e para que todos pudessem aproveitar cada minuto, eles foram divididos em quatro grandes grupos diferenciados por cores. Até mesmo nesse momento a diversão esteve garantida, com uns ajudando aos outros na hora de pintar os rostos com tinta guache. Enquanto alguns jogavam, os outros faziam a caminhada ecológica. Apesar de um passeio um tanto quanto puxado até o topo do morro, foi marcante, como observou o aluno do Núcleo Praça Onze, Richard Maia, 15 anos, da categoria Mini 4×4: “agradeço ao Instituto Compartilhar pela oportunidade de ir a um festival tão maravilhoso! Subir até o mirante foi cansativo, porém valeu a pena pela vista incrível! Espero que esse projeto continue por muitos e muitos anos”.

A aluna do Núcleo Taquara, Ana Júlia Fernandes, 11 anos, da categoria Mini 3×3, disse: “o encerramento foi bem legal, como todo ano é, pois conhecemos gente de outros núcleos e viramos amigos por um dia, mas viramos! Jogamos com eles e pudemos mostrar o que os professores nos ensinaram durante o ano inteiro. A visita do Bernardinho também foi legal e nos motiva a querer jogar vôlei”, avaliou a menina. O colega do Núcleo Ramos, Richard Martins, 15 anos, da categoria Mini 4×4, gostou tanto que disse estar na expectativa para mais um encontro como esse: “dia maravilhoso! Incrível! Grande oportunidade, eu amei! Curti muito! Ano que vem está aí e eu já estou ansioso!”.

Vista deslumbrante: caminhada ecológica leva crianças e adolescentes ao topo do morro do Leme.
Vista deslumbrante: caminhada ecológica leva crianças e adolescentes ao topo do morro do Leme.

A professora do Núcleo Ramos, Patrícia Cardoso, reparou na empolgação da garotada: “foi incrível ver os rostinhos com os olhos brilhando de tanta felicidade”. Ao final, todos ganharam medalhas de participação. Atualmente a cidade conta com 14 núcleos que, juntos, atendem mais de mil meninas e meninos. De 2010 para cá, já foram atendidas mais de 5 mil crianças e adolescentes. A parceria é com a Prefeitura Municipal (responsável por ceder o espaço nas escolas e os professores para as aulas do projeto) e Unilever via Lei Federal de Incentivo ao Esporte do Ministério do Esporte.

Parceiros dos Núcleos Rio/RJ do projeto Vôlei em Rede: Prefeitura Municipal do Rio de Janeiro e Unilever via Lei Federal de Incentivo ao Esporte do Ministério do Esporte.

Fotos: Divulgação IC.

Deixe seu comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado.