Área restrita SIGIC

20 de novembro

Após a realização do Festival de Encerramento realizado no dia 22 de novembro na Escola de Educação Física do Exército (EsEFEx), cada Núcleo do projeto Vôlei em Rede na cidade do Rio de Janeiro também realizou atividades especiais com seus alunos para celebrar o final do ano letivo. 

O primeiro Núcleo a realizar atividades específicas para este fim foi Guadalupe que promoveu divertidos jogos de vôlei. No dia 29 de novembro, os alunos jogaram entre si, primeiro a categoria Mini 3x3 no período da manhã e depois a categoria Mini 4x4 no período da tarde. 

Após os jogos, houve uma confraternização um delicioso lanche compartilhado. “Todo mundo levou alguma coisa e depois do campeonato fomos comer no auditório. Ficou muito organizado”, contou Jonathan Vitor silva do Amaral, de 13 anos, aluno da categoria Mini 4x4.

Participaram 48 alunos no total e 2 ex-alunos que auxiliaram na arbitragem e organização do evento.

No dia 06 de dezembro foi a vez do Núcleo Coelho Neto promover festivais de jogos de vôlei e dar aos alunos um gostinho do que os espera em 2023. Todos os alunos se uniram para um torneio de Mini 4x4, uma oportunidade para que os alunos da categoria Mini 3x3 pudessem vivenciar a prática do que devem aprender no próximo ano ao subir de nível. 

“Foi um momento especial, pois os alunos novos estavam ansiosos para poder jogar com os mais velhos”, disse a professora Cristiane Sousa. “Foi um dia ótimo de verdade. Me diverti muito jogando com os mais novos e pude até ajudar alguns colegas nos fundamentos”, lembrou Yuri Ramos da Silva, de 14 anos, aluno da categoria Mini 4x4.

Ao todo, a atividade envolveu 43 alunos e 3 ex-alunos que sempre estão auxiliando a professora nas aulas.

No dia seguinte foi a vez dos núcleos Ramos e Irajá. Cada um deles organizou atividades internas envolvendo suas categorias e proporcionando um momento de interação entre os alunos. 

Em Ramos, os 60 alunos das três turmas se uniram na quadra e se revezavam entre as atividades escolares os jogos. Foram duas horas de muita diversão em que a garotada pode colocar em prática todo o aprendizado do ano.

Mesma prática do Núcleo Irajá que reuniu suas turmas um torneio de Minivôlei que contou com a participação de 31 crianças. “Foi a reunião que mostrou como evoluímos em tão pouco tempo dentro do projeto. Depois jogamos e nos divertimos bastante. Saber que ano que vem tem muito mais, é muito legal!”, comemorou João Marco Macedo Ferreira, 13 anos, da categoria Mini 4x4.

Na semana seguinte, o Núcleo Leblon realizou atividades com os seus alunos envolvendo algumas temáticas dos Objetivos para o Desenvolvimento Sustentável (ODS). Os 40 alunos das categorias Mini 3x3 e Mini 4x4 colocaram em prática o que aprenderam ao longo do ano em um pequeno torneio e participaram de jogos de vôlei sentado, que incluiu uma aluna cadeirante do projeto e trabalhou a ODS 4 sobre educação inclusiva.

Também foram trabalhadas a ODS 12 sobre consumo e produção sustentável com a substituição da utilização de copos descartáveis por canecas para que os alunos pudessem se hidratar e a ODS 16 que traz metas para a promoção da paz, justiça e instituições eficazes com a promoção da paz no esporte trabalhada durante os jogos. 

No dia 13 de dezembro foi a vez do Núcleo Vigário Geral que promoveu eventos específicos com cada turma envolvendo 38 alunos, pois muitos já haviam passado de ano e não estavam mais frequentando a escola.

No dia seguinte (14 de dezembro) os núcleos Marechal Hermes e Albuquerque encerraram suas atividades, com muitos jogos de vôlei e confraternização dos alunos e lanches comunitários. 

Em Marechal Hermes 52 alunos participaram da atividade e trouxeram lindos depoimentos para a professora como o da Ana Clara Vieira de Souza, de 13 anos, da categoria Mini 4x4: “O vôlei me deu mais vontade de ir para escola, me ajudou a socializar mais e me eu me diverti bastante. Nunca pensei que um esporte fosse ser tão legal. Espero poder participar novamente no próximo ano”, disse.

Importância do esporte também compartilhada pela Juliana Ligneul, mãe do aluno João Vitor Ligneul, 13 anos, da categoria Mini 4x4. “Agradeço o empenho e carinho da professora não só com meu filho João Vitor e com cada criança, pois cada um tem uma história e creio que o esporte muda o futuro e os pensamentos dessas crianças. Elas aprendem a ter respeito, responsabilidades e amor ao próximo”, destacou.

No Núcleo Ricardo Albuquerque 63 pessoas participaram da atividade de encerramento do ano letivo, sendo 42 alunos do projeto, quatro ex-alunos, dois professores da escola e 15 pais de alunos. Foram realizados jogos entre os alunos das categorias Mini 3x3 e Mini 4x4 e outras atividades recreativas como Tênis de mesa, Futmesa e Totó (pebolim). No final, todos participaram de um lanche comunitário com comidas e bebidas trazidas pelos alunos, pais e professores.

As atividades também trabalharam a ODS 3 - Saúde e Bem-Estar reforçando com os presentes a importância de atividades físicas para combater o sedentarismo e promover qualidade de vida em todas as idades. 

“Adorei a organização da escola e a organização dos alunos nas atividades. A união deles e o respeito que mostraram no festival, foi muito legal. Agradeço ao professor Alexandre e o projeto pelo bem que fazem pelos nossos filhos”, disse Cemírames, tia da aluna Ana Julia Ribeiro de Souza, de 12 anos, da categoria Mini 3x3.

Os parceiros dos Núcleos do Rio de Janeiro/RJ do projeto Vôlei em Rede são: Prefeitura do Rio de Janeiro, por meio da Secretaria Municipal de Educação, e Fundo Rogério Jonas Zylbersztajn. Além da Stone, Enauta, Absoluto Partners e SH, via Lei de Incentivo ao Esporte, do Ministério da Cidadania.