24 horas de voleibol: mais de 350 pessoas marcam presença em evento que promove o esporte com valores na cidade de Guarapuava/PR

Alunos do Núcleo Pitanga/PR participam de fertival realizado pelo Núcleo Guarapuava/PR.
Alunos do Núcleo Pitanga/PR participam de festival realizado pelo Núcleo Guarapuava/PR.

O evento 24 Horas de Voleibol, promovido pela professora do Núcleo Guarapuava/PR, Valdinéia Lemos, já ganhou o coração de muita gente da cidade. Além da garotada do projeto Vôlei em Rede, a comunidade escolar do Colégio Estadual Visconde de Guarapuava – sede das aulas de minivôlei – e várias outras instituições que trabalham com o esporte aguardam ansiosamente para participar dos jogos que acontecem, sem parar, de um dia para o outro. Em 2017, o 24 Horas de Voleibol foi realizado nos dias 25 e 26 de novembro e ocupou boa parte da escola (quadras, pátio, auditório e salas de aulas) para comportar mais de 350 pessoas que passaram por lá.

Mais do que jogar durante 24 horas e praticar tudo o que aprenderam sobre voleibol com a professora, as crianças e adolescentes do projeto, e alguns ex-alunos, puderam exercitar valores de cidadania em várias atividades do evento e, é claro, fazer novas amizades. A oportunidade serviu para arrecadar roupas, calçados, alimentos e brinquedos para serem doados. A cooperação e a generosidade também estiverem presentes em outros momentos, além de outros valores ensinados na Metodologia Compartilhar de Iniciação ao Voleibol, no momento de desenvolver cartazes e ajudar na decoração do local.

Além de voleibol, crianças aproveitam para interagir com outras atividades e também praticar os valores aplicados.
Além de jogar voleibol, crianças aproveitam para interagir por meio de outras atividades e também praticar os valores aplicados.

Entre os participantes, estavam os alunos do Núcleo Pitanga/PR, também do projeto Vôlei em Rede. Para o professor, Vilson José Scherpinski, o evento estava muito organizado. “Nossos alunos tiveram momentos inesquecíveis para suas vidas, agregando vôlei, valores e novas amizades entre os núcleos do projeto Vôlei em Rede. Os alunos adoraram e queriam ficar mais”, contou Vilson. Mas o evento se estendeu para além do projeto, e crianças e adolescentes de vários outros locais puderam se divertir, assim como equipes do município. “Jogar vôlei é bom, jogar durante 24 horas é melhor ainda! Muito divertido”, disse animada a menina convidada da Escola Santa Terezinha, Maria Eduarda Pfeffer.

A abertura já foi especial com a apresentação de uma banda do Colégio Estadual Manoel Ribas e de Rope Skipping (corda acrobática) do Colégio Visconde de Guarapuava. No decorrer das horas, o 24 Horas de Voleibol ficou melhor ainda, pois com o apoio da Secretaria Municipal do Meio Ambiente, também teve uma oficina sobre meio ambiente e passeio no Parque das Araucárias, fora uma palestra sobre habilidades sociais ministrada pela psicóloga e diretora auxiliar do Colégio Visconde de Guarapuava, Adriana Campos. Outros responsáveis por chamar a atenção da garotada foram os brinquedos cedidos pela Secretaria Municipal de Recreação e Lazer, como a cama elástica. Para auxiliar em tudo isso, a professora Valdinéia contou com a colaboração de estagiários de educação física da Faculdade Guairacá e Unicentro.

“Evento maravilhoso, gostei muito, quero que tenha muito mais. Fiz novos amigos, conheci pessoas incríveis. Amei!”, falou a aluna Camila de Lima, 14 anos, da categoria Vôlei. A colega Rafaela Marquesine, mesma idade e categoria, saiu super satisfeita: “é um evento muito divertido e que esperamos o ano inteiro. Tudo o que fazemos no ano inteiro é recompensado neste dia. Esperamos o 24 Horas de 2018”. Mas não foram só as crianças e adolescentes que adoraram o evento, pais e familiares também tiraram uma “lasquinha” e ficaram muito felizes em acompanhar a garotada.

Mais um Festival 24h de Vôlei é realizado com sucesso no Núcleo Guarapuava/PR.
Mais um Festival 24h de Voleibol é realizado com sucesso no Núcleo Guarapuava/PR.

A mãe do aluno Ozório Freitas, 13 anos, da categoria Mini 4×4, Cintia Freitas, afirmou: “participar do 24 horas de voleibol é uma experiência única e especial. Envolve e une a família por meio da programação dos jogos, da organização, alimentação e de atividades extras. As 24 horas são excepcionais, nas quais a professora ‘Néia’ faz com que os jovens se desenvolvam em diversas áreas relacionadas aos valores tão importantes para vida. É um orgulho para mim como mãe poder ter meu filho participando do projeto Vôlei em Rede. Só tenho a agradecer”. O resultado da avaliação não poderia ser outro: 86% dos respondentes afirmaram que o evento estava “excelente”.

Fotos: Divulgação IC.

Parceiros dos Núcleos Paraná do projeto Vôlei em Rede: Governo do Paraná e via Lei Federal de Incentivo ao Esporte do Ministério do Esporte: Unilever, Klabin e com apoio da Sanepar.

Deixe seu comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado.